HIIT é uma sigla para High Intensity Interval Training, um termo em inglês que pode ser traduzido para treino intervalado de alta intensidade. Isso, na prática, quer dizer que o treino hiit é um treino pensado para que seja executado de maneira rápida, com a finalidade de aumentar bastante o metabolismo da pessoa e, assim, promover uma queima de gordura. 

Apesar de rápido, o hiit treino é extremamente intenso, ele eleva o corpo das pessoas a um nível de frequência cardíaca que chega a ser de 80 a 90 por cento da frequência máxima. Dessa forma, a possibilidade de ocorrer alguma lesão muscular ou a ineficiência de algum órgão por causa do treino pesado é muito grande. Por isso, ao realizar o treino hiit, é crucial contar com a ajuda de um profissional especializado. 

treino hiit
O treino hiit pode ser feito em casa ou na academia. | Foto: Freepik.

Benefícios do HIIT

A intensidade do HIIT gera muitos benefícios para o corpo humano. A principal delas é o melhoramento do condicionamento físico, uma vez que isso faz com que as pessoas tenham um corpo mais saudável, estejam menos sujeitas à contração de diversas doenças e consigam realmente aguentar os desafios diários, como a subida de escadas. 

Com o melhoramento desse condicionamento físico, uma série de outros benefícios vão aparecendo, como a regulação da pressão arterial, a melhora na capacidade cardiorrespiratória e o aumento da captação de oxigênio. 

Um bônus precioso dos benefícios do HIIT diz respeito à estética corporal. O aumento do metabolismo, além de fazer com que o corpo funcione de maneira mais eficiente, promove o emagrecimento e a perda de gordura ruim, aumentando o percentual do peso corporal de massa magra.  

Como fazer os exercícios HIIT

Em primeiro lugar, é super necessário considerar que cada corpo é um corpo, ou seja, cada pessoa terá suas próprias características que fazem com que um treino hiit que é adequado para um não seja para outro. É principalmente por isso que é preciso contar com um profissional especializado para a realização desse tipo de treino. 

O profissional, nesse sentido, passará um cronograma que se adeque ao objetivo do cliente e ao tipo de organismo que ele tem. Geralmente, os treinos de alta intensidade são feitos de 30 segundos até um minuto sem parar. Feito isso, o corpo deve descansar de forma totalmente inerte ou com movimentos leves, de maneira devagar. 

A necessidade do profissional também aparece para que ele possa avaliar a frequência cardíaca do cliente para conseguir ajustar os exercícios no nível dos 80 a 90 por cento, fazendo com que o organismo necessite de mais oxigênio para funcionar e, consequentemente, o metabolismo acelere. Além disso, os exercícios que compõem o treino HIIT podem ser aeróbicos ou anaeróbicos. 

HIIT em casa: como fazer

O HIIT se popularizou bastante em academias, principalmente nas de crossfit, entretanto, esse fato não anula a possibilidade dele ser feito em casa. Muitas pessoas preferem a opção caseira para economizar dinheiro ou pela falta de tempo. 

Existem alguns exercícios que combinam muito bem com esse treino em casa, só é necessário se lembrar do profissional para que a montagem do cronograma de exercícios seja segura e efetiva. 

Agachamento

Para fazer o agachamento, basta colocar os pés de forma que eles fiquem alinhados com os ombros. Feito isso, é comum que as pessoas coloquem os dois braços alinhados e esticados em frente ao corpo, como uma forma de garantir o equilíbrio. Com tudo pronto, é só descer de forma que as coxas se encontrem de maneira paralela ao chão.

Dentro do treino hiit, os agachamentos são feitos dentro de intervalos de 30 segundos. Ou seja, quem está fazendo o exercício deve procurar fazer o máximo de agachamentos que ele conseguir dentro do tempo determinado. Feito isso, é preciso descansar um pouquinho e depois voltar para o exercício tentando manter o mesmo ritmo. 

Burpee

O burpee é um dos exercícios mais eficientes dentro do treino hiit pois ele é, na verdade, uma espécie de circuito que acaba exigindo bastante de todos os músculos do corpo de uma pessoa. A sua realização consiste basicamente no momento de deitar no chão e se levantar várias vezes. 

Para fazer o burpee, é preciso deixar o corpo totalmente reto, com as mãos rentes às pernas, que permanecem de maneira paralela uma à outra. Feito isso, é agachado com a mão no chão e depois faz uma prancha no chão, após isso, é só repetir todo o ciclo. Geralmente quem faz o burpee repete esse movimento por 30 segundos e depois descansa. 

Polichinelo

O polichinelo é um exercício bem fácil de ser realizado. Para o fazer, basta afastar as pernas de forma que os pés se encontrem na mesma marcação dos ombros, colocar as mãos em forma de palma acima da cabeça e, a partir dessa posição, dar um pulo de maneira a fechar as pernas e abaixar as mãos e outro pulo para voltar à posição inicial. 

O polichinelo consiste, portanto, na repetição desse ciclo que também deve ser feito em torno dos 30 segundos até 1 minuto e, após essa série, quem está fazendo o exercício deve descansar por um tempinho antes de voltar para mais uma série. 

Corrida sem deslocamento com elevação de joelho

Como o nome sugere, a corrida sem deslocamento com elevação de joelho funciona basicamente como correr, entretanto, quem pratica o exercício não deve sair do lugar. O diferencial, nesse sentido, é o de elevar os joelhos um pouco mais acima do que seria em uma corrida normal, chegando no nível da cintura. 

Uma outra ação recorrente nesse tipo de exercício é dar pulinhos a cada troca de perna na elevação do joelho. Esse também é um exercício feito de 30 segundos a 1 minutos entre intervalos. 

Caso você tenha se interessado pelo treino hiit, não deixe de conhecer o HIIT 20, um método de exercícios que é pensado especificamente para você e conta com profissionais especializados no assunto que te ajudarão a perder massa corporal e manter a saúde da forma mais rápida possível. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.